Em um cenário de crise na Cultura do DF, quatro novos representantes da sociedade civil serão escolhidos para integrarem o Conselho de Cultura do DF (CCDF). O pleito acontece domingo 11/11.

Por Chico Sant’Anna

 

O governo está acabando e pouca coisa evoluiu na área da Cultura. O Teatro Nacional e o Museu de Arte de Brasília continuam fechados. O mesmo acontece com o Centro Cultural Cine Itapuã, no Gama. A Concha Acústica inativada.

O Espaço Renato Russo foi reaberto depois de anos também fechado.

A Rádio Cultura padece de falta de apoio e recursos e os canais de TV a que o Distrito Federal tem direito nunca foram constituídos. As queixas sobre a gestão do Fundo de Apoio à Cultura – FAC, são grandes. As Escolas de Samba já não contam mais com apoio cultural oficial.

É nesse cenário que o Conselho de Cultura do DF (CCDF) vai escolher seus quatro novos representantes da sociedade civil. O pleito acontecerá durante o III Encontro dos Conselhos Regionais de Cultura, dias 10 e 11 de novembro, a partir das 9h, no Museu Nacional.

Candidatos

Os eleitos integrarão o CCDF nos próximos três anos. Ao todo, 12 candidatos foram habilitados para concorrer às vagas. Os postulantes, indicados por instituições de arte e cultura da cidade, devem ter experiência mínima de oito anos na área cultural e residir no DF há pelo menos quatro anos.

Dentre os doze candidatos, o blog toma a liberdade de destacar dois importantes nomes na Cultura de Brasília: o jornalista e escritor TT Catalão, e a produtora de Audiovisual e radialista, Rita Andrade.

Dentre os doze candidatos, o blog toma a liberdade de destacar dois importantes nomes na Cultura de Brasília: o jornalista e escritor TT Catalão, e a produtora de Audiovisual e radialista, Rita Andrade, ambos indicados pelo Fórum de Cultura do Distrito Federal.

Quem vota?

A escolha dos membros da sociedade civil para compor o Conselho de Cultura nos próximos três anos será feita pelos conselheiros regionais de Cultura das regiões administrativas do DF. A votação acontecerá, este fim de semana, no III Encontro dos Conselhos Regionais de Cultura, cuja programação terá como foco o processo eleitoral para o CCDF. No sábado (10), além de receber instruções sobre as regras da votação, os conselheiros regionais terão a oportunidade de conhecer e fazer perguntas aos candidatos. O domingo (11) será dedicado à eleição propriamente dita e, durante a apuração dos votos, os conselheiros regionais vão participar de Oficinas para Construção das Macrorregiões de Cultura.

O que faz?

Instituído em outubro de 1989, o Conselho de Cultura do Distrito Federal (CCDF) é órgão colegiado, de caráter deliberativo, consultivo, normativo e fiscalizador, que se configura como espaço permanente de articulação e participação social nas políticas públicas culturais. As principais competências do CCDF são: propor políticas, programas e diretrizes, formular subsídios, acompanhar e avaliar as políticas públicas de cultura do Distrito Federal; avaliar ações e metas consolidadas no Plano de Cultura do Distrito Federal; deliberar sobre programas, processos e ações que lhe forem submetidos, inclusive pela Secretaria de Cultura.