SQS 106, Bloco D, em 1959 e em 2019.

Poema de Rafael, poeta popular*

 

Tudo e todos têm sua história.
Vou falar uma pra vocês.
Não de algum ser humano,
mas da SQS Bloco D nº 106

Nasceu 20 de junho, dentro da Asa Sul.
Não no hospital.
Com imenso orgulho, esse é o primeiro
prédio do Distrito Federal.

Foi difícil, dia após dia.
Construído por um monte de guerreiros.
Já se passaram anos,
e continua de pé a arte dos pedreiros

O primeiro, a gente nunca esquece,
Memórias que ninguém apaga, irmão,
que esse prédio foi o primeiro
a entrar uma geladeira, uma cama, um fogão.

Esses moradores têm muita sorte
de tá numa morada desde 1959.

Fiquei pensando esses dias,
quantos blocos, cimento, usaram os Kósmos Engenharia.
Tem que ter disposição
pra uma memorável e duradoura construção.

Fico feliz por fazer parte dessa celebração.
Se o Kubitschek estivesse aqui,
iria agradecê-lo,
dá-lhe um aperto de mão

afinal de contas, não é comum
um presidente fazer dessa inauguração.

Mas é o primeiro apartamento.
Como deve ter batido o seu coração?
Os moradores deviam tá cheios de emoção.

Daqui, já se foram uns
chegaram alguns.
Mas permaneceu muita gente aqui.

Obrigado Seu Cláudio, Dona Beatriz, Dona Suely.
Vocês fizeram e fazem esse prédio andar.

E todos vocês que escolheram aqui morar,
eu também vou lembrar.
de que um dia, tive o prazer
da 106 homenagear.

De agora em diante,
vou levar comigo, onde quer que eu vá;
inclusive vou perguntar pra síndica,
se tem um reservado pra mim alugar.

Pra abrir a janela cedinho
e ver o vento rolar.
Um lugar lindo pra mim poetizar.

Pra mim, tanto faz,
tá no solo
ou no último andar.

Aqui, também tem harmonia dentro do lar.
Tem gato e cachorro afim de brigar.

É isso irmãos.
A folha do caderno tá perto de acabar.
E com chave de ouro pra finalizar.

Como bom candango,
vou ser sincero com tu:
pra que morar no Lago Norte ou Lago Sul,
se eu sou mesmo feliz é no Bloco D, da Asa Sul.

 

*Rafael é um poeta popular nordestino 
que se apresenta no metrô de Brasília. 
Foi convidado pelo Condomínio do Bloco D da SQS 106, 
para declamar seus poemas 
por ocasião dos festejos dos 60 anos daquele bloco.
E decidiu homenagear o aniversariante 
com um poema de sua autoria.