A taxa aferida pelo IBGE no Distrito Federal foi a maior do país na aferição da prévia da inflação de junho. Índice foi afetado pelo aumento em habitação, vestuário e passagens aéreas 

 

O Índice de Preços ao Consumidor Amplo-15 (IPCA-15), também conhecido por prévia da inflação, teve aumento, no Distrito Federal, elevação de 0,30%. A taxa se refere ao período de 15 de maio a 15 de junho. O aumento foi o maior dentre todas as cidades pesquisadas pelo IBGE e também superior à média nacional, que ficou em 0,06%.
Os maiores crescimentos deram-se nos grupos habitação (0,41%), vestuário (1,57%) e transportes (1,1%). No grupo habitação, destaca-se o aumento do aluguel residencial (0,84%), o maior aumento do país. Em transportes, destaca-se o aumento expressivo em passagens aéreas (19,1%), serviço que tem maior peso relativo na composição do índice no Distrito Federal se comparado a outras regiões.