Por Luiz Martins da Silva

Um belo poema está
Dentro de você.
Mas, pode também ser
de fora, o que você vê.
É só escrever. Ou, parir
o sorriso já inscrito.

Esperando o que?
Os preparos, no aguardo
de um novo amanhecer.
Por enquanto, surpresa,
sem pressa,
de self e crachá.

[Escrito para um rótulo.
Dedicado a Alice,
para a coleção de frascos
mágicos. Agora, ela própria,
nicho interessante de mais
uma pessoa sagrada deste mundo.]