“Há temores de que a situação se agrave rapidamente. Em alguns estados, os sistemas de saúde já estão ocupados, ao mesmo tempo em que o risco de ficar infectado e de adoecer está aumentando. Consequentemente, você pode não conseguir se beneficiar de cuidados médicos adequados” diz o alerta da Embaixada da Alemanha.

 

Por Chico Sant’Anna

Depois dos norte-americanos, agora é o governo alemão que convoca seus nacionais a deixarem o Brasil e retornarem aos país natal. Em comunicado publicado no portal da Embaixada da Alemanha e também no perfil oficial no twitter, o embaixador, Georg Witschel, aconselha em caráter de urgência “a todos os que ainda permanecem no Brasil por um curto período de tempo (por exemplo, como parte de estadias turísticas, estágios, programas de voluntariado) a voltar imediatamente para a Alemanha”.

“Nós, a embaixada e os consulados gerais no Brasil, desejamos boas festas de Páscoa e esperamos que muitos de vocês já estejam passando na Alemanha ou a caminho de lá.[…] Os turistas que ainda estão no exterior devem viajar de volta enquanto ainda houver opções de viagem disponíveis”

Leia também:

A representação diplomática ainda alerta que a situação no Brasil é grave, que o número de pessoas infectadas pelo vírus Covid-19, os gravemente doentes e as mortes tem “aumentado extremamente rápido”. Os diplomatas alemães prevem a possibilidade do sistema de saúde brasileiro entrar em colapso.

Além da página na internet, a Embaixada da Alemanha também fez o chamamento a seus nacionais pelo perfil oficial do twitter.

“Há temores de que a situação se agrave rapidamente. Em alguns estados, os sistemas de saúde já estão ocupados, ao mesmo tempo em que o risco de ficar infectado e de adoecer está aumentando. Consequentemente, você pode não conseguir se beneficiar de cuidados médicos adequados. Em muitos lugares no Brasil, muitas vezes existem extensas restrições à vida pública.”

Da mesma forma como fez a US Embassy, os alemães alertam a seus compatriotas que as fronteiras terrestres do Brasil foram fechadas, as conexões aéreas nacionais e internacionais foram reduzidas e que muitos hotéis, mesmo em regiões turísticas, estão fechando.

Turismo

A indústria turística nacional não deve contar com a vinda de turistas alemães a curto prazo. Na nota a embaixada informa que o governo alemão tem advertido contra a realização de passeios turísticos ao exterior até finais de abril, já que o viajante poderá se deparar com restrições drásticas, severas e crescentes no tráfego aéreo, além de restrições à entrada de estrangeiros em todo o mundo.

Repatriação

Ao contrário do que tem feito o Brasil, o governo Alemão não pretende tomar a iniciativa de ele mesmo repatriar seus nacionais. “É sua responsabilidade deixar o país agora e voltar para a Alemanha – diz o embaixador em sua nota, para em seguida informar que ainda há alguns voos ligando o Brasil e a Europa partindo do Rio e de São Paulo.

Por fim, a embaixada orienta aos cidadãos alemães a se inscreverem numa cadastro especial, cuja tradução literal do alemã significa “lista Elefand de preparação para crises”, onde devem inserir seus telefones e endereços eletrônicos

E se despede com uma saudação, no mínimo atual para os momentos em que vivemos: “Mantenham-se saudáveis.”