A distrital deve ter se dado da falta de bom senso de sua postagem e apagou o twitter no qual agredia os servidores. Não pediu desculpas, mas o que ela disse e escreveu ficará gravado aqui.

Por Chico Sant’Anna

Em um momento em que profissionais do Sistema Único de Saúde doam tudo de si para cuidar daqueles acometidos da Covid-19, que bombeiros e servidores do Ibama enfrentam as chamas no Pantanal, na Amazônia e aqui mesmo no Planalto Central, em que educadores da rede pública se desdobram pra ajudar os estudantes que estudam à distância, a deputada distrital, Julia Lucy (Novo) posta, no dia 19 de setembro, em seu perfil no Twitter uma agressão gratuita aos servidores públicos.

Em tom de troça, ela pergunta: “Você conhece alguma coisa pública, gratuita, de qualidade? Não? É porque isso não existe”, e complementa com três figurinhas 🤣🤣🤣 de emojis que representam gargalhada. Tudo isso sobre uma arte que lembra a logomarca de um famoso cartão de crédito, cujo slogan diz que as coisas boas não tem preço. Ainda nesse lay-out, informações esparsas respondem à pergunta por ela mesma colocada, dizendo que é “pouco provável” ou “só na propaganda eleitoral”.

A reação e o repúdio dos internautas foi grande e de imediato. Logo lembraram que ela era formada na Universidade de Brasília e já que ela condena tanto o serviço público, deveria pagar a UnB o curso que fez gratuitamente. Outros lembraram que ela é, como registra o portal do Partido Novo, “servidora pública desde os 18 anos, com atuação na Polícia Federal, na CAPES e, atualmente, na gestão de projetos da Presidência do Conselho Nacional de Justiça – CNJ servidora do Conselho Nacional de Justiça” e que diante de tanta insatisfação com o serviço púbico deveria pedir sua demissão. Julia Lucy é Técnica Judiciária, nível A5, cargo que exige nível médio de formação acadêmica, e, em dezembro de 2018, recebia remuneração de R$ 17.031,06.

Recentemente, em meio à Pandemia e com todos os especialistas em Saúde Pública recomendando o isolamento social, a distrital convocou pelas redes sociais seus simpatizantes para um happy hour num bar da cidade.

Leia também:

O Partido Novo, ao qual a distrital é filiada, é o mesmo que lançou para o GDF o então CEO do grupo Girafas, Alexandre Guerra, que no início da Pandemia do Coronavírus exortou ao empresariado que demitissem imediatamente seus empregados, para, em seguida, justificar: “Eu tenho tenho boletos tenho contas a pagar”. O impacto da declaração do político do Novo foi tão grande, que se pai o afastou do grupo Girafas.

Para mais detalhes, leia:

A postagem ganhou o endereço url https://twitter.com/julialucydf/status/1307424716496474115. A parlamentarm contudo, deve ter se dado da falta de bom senso de sua postagem e apagou o twitter no qual agredia os servidores, mas não pediu desculpas. Tudo o que ela disse e escreveu ficou devidamente gravado.