Foto de Chico Sant’Anna

Há 5 mil anos, os egípcios começaram a deixar sua marca civilizatória para a humanidade.

É o caso do que seria um mix de templo e centro médico de Kom Ombo, às margens do Rio Nilo, para onde se dirigiam milhares de pessoas em busca de assistência médica. Desde um parto, até a fixação de uma fratura óssea.

Em pleno século 21, multidões continuam visitando Kom Ombo. Aqui, a humanidade desse novo milênio deixa uma outra marca:

do descaso para com o Meio-ambiente e à Saúde Pública.