Sob baixíssimas temperaturas, centenas de famílias armaram suas barracas de lona plástica no Sol Nascente.

Cerca de 800 famílias ocuparam, na madrugada de sábado, 21/4, uma área no Sol Nascentes. A ação foi coordenada pelo Movimento das Trabalhadoras e Trabalhadores Sem-Teto (MTST).

Por Naya Tavane

Nem as baixas temperaturas que atingem o Distrito Federal foram suficientes para desestimular a luta por uma moradia. Cerca de 800 famílias ocuparam, na madrugada de sábado, 21/4, uma área no Sol Nascentes. A ação foi coordenada pelo Movimento das Trabalhadoras e Trabalhadores Sem-Teto (MTST). As famílias estão cadastradas na lista de vulnerabilidade da Companhia de Desenvolvimento Habitacional (CODHAB) e cobram solução para a questão da moradia. Elas esperam há anos a entrega de lotes pelo governo.

As famílias alegam que o GDF além de não cumprir com as promessas feitas ao movimento, promove despejo dos que lá estão. Na mais recente operação foram afetadas 27 famílias, com desproporcional aparato de repressão.

O MTST, com esta ocupação, exige que o GDF trate a questão da moradia como caso de política e não como caso de polícia!