Jardins de Burle Max EsplanadaDo G-1

A previsão de conclusão das
obras ficou para o meio de 2015.

Localizado na região central do Plano Piloto, um projeto de urbanização inspirado no paisagismo do artista plástico Burle Marx começou a ser realizado em 2013 sob promessa de recepcionar os turistas para a Copa do Mundo.

Cinco meses após o megaevento, no entanto, o espaço de 225 mil metros quadrados entre a Torre de TV e a Rodoviária do Plano Piloto continua em obras, com montes de terra e buracos cavados no canteiro central do Eixo Monumental.

A denúncia é do G1-DF TV, da TV Globo. Ouvida pela emissora, a Companhia Urbanizadora do DF (Novacap), a previsão de conclusão das obras ficou para o meio de 2015.

O projeto prevê o plantio de vegetação nativa do cerrado e de canteiros de flores, a instalação de ciclovias, calçadas e espelhos d’água e a construção de espaços de convivência no local.

À época da assinatura da ordem de serviço, em julho de 2013, o orçamento previsto era de R$ 6 milhões. No começo do ano, a Novacap previa que o parque seria entregue no Mundial de futebol sem a parte hídrica e a iluminação de realce, que estariam prontos em outubro. Os prazos tiveram de ser revistos.

Anúncios