Do Blog do Washington Dourado

Depois das cenas chocantes de agressão da Tropa de Choque da PM contra professores e orientadores que faziam um protesto, o Governo do Distrito Federal divulgou uma nota oficial que mais parece nova agressão.

Na nota reafirma sua intransigência em relação aos direitos da categoria e em nenhum momento menciona se fará qualquer apuração dos excessos na ação truculenta da PM. Pelo contrário, nas entrelinhas fica claro que a PM está autorizada a continuar agindo dessa forma.

Nota oficial: greve dos professores

 Da Subchefia de Relações com a Imprensa

28 de outubro de 2015 – 18:48

O governo de Brasília lamenta que alguns poucos professores, sob o comando do sindicato, tenham radicalizado o movimento grevista que realizam com o fechamento de vias públicas e interrupção do tráfego. Assim, além de prejudicar os alunos das escolas públicas e seus pais, esses professores em greve causaram transtornos a milhares de pessoas que transitavam pelas vias de Brasília. O governo nunca deixou de receber os sindicatos e já deixou claro, aos servidores e à população, que não tem condições orçamentárias e financeiras de pagar agora os reajustes salariais concedidos em 2013. As greves e a interrupção de vias em nada contribuem para que os pagamentos possam ser feitos.

O governo de Brasília tem a obrigação de assegurar à população o livre trânsito pelas vias da cidade e não pode permitir que algumas pessoas interrompam o tráfego por sua vontade ou a qualquer pretexto. A Polícia Militar agirá sempre, dentro da lei e de suas atribuições, para impedir o fechamento de vias públicas.

Anúncios