Obras para a Copa provocam hecatombe ambiental no Balão do Aeroporto

Foto: Chico Sant'Anna

Obras para a Copa provocam derrubada de árvores com meio século de existência.

Cartão Postal da cidade, o Bambolê da Dona Sara, como é conhecido pelos mais pioneiros, foi alvo de uma motosserra alucinante, em um ritmo de desflorestamento amazônico.

Teto e fotos por Chico Sant’Anna

Quem passou neste último fim de semana pelo Balão do Aeroporto deve ter imaginado que uma hecatombe acontecera naquele local. Árvores cinqüentenárias estavam todas rachadas, retorcidas, jogadas ao solo, sem dó ou piedade. Mas não se tratava de nenhuma bomba atômica, destas que a Coréia do Norte ameaça lançar. Os estragos foram todos feitos pela Novacap e pela empresa que adapta a ligação viária entre o Aeroporto de Brasília e o início do Plano Piloto.

A dimensão do diâmetro dos troncos das árvores da noção do tamanha da agressão protagonizada pelo GDF.

A dimensão do diâmetro dos troncos das árvores da noção do tamanha da agressão protagonizada pelo GDF.

Cartão Postal da cidade, o Bambolê da Dona Sara, como é conhecido pelos mais pioneiros, foi alvo de uma motosserra alucinante. Em um ritmo de desflorestamento amazônico, espécies do cerrado de meio século de existência, que de tão destruídas não eram passíveis de reconhecimento, tombaram em minutos. Espécimes que testemunharam a presença de desbravadores como Bernardo Sayão, Lúcio Costas e Israel Pinheiro, já não mais estarão presente para fornecer sombras às futuras gerações de brasilienses.

 

Leia aqui a posição do GDF:

Leia também:

O Bambolê da Dona Sarah será todorecortado por atalhos viários. Do antigo monumento

O Bambolê da Dona Sarah será todorecortado por atalhos viários. Do antigo monumento Espaço Cósmico 81, apenas a base de apoio em concreto resta no local. Fotos dos blogs da Conceição e do Cláudio Humberto

O próprio Balão do Aeroporto será um trevo deformado em sua essência, com mergulhões aqui, alças açula. Do velho bambolê só deve restar o marco de concreto que segurava a escultura Monumental Espaço Cósmico 81, de Yutaka Toyota. Exposta desde 1980, a obra em forma de cubo foi retirada para realização de reformas no local em meados de 2005 e nunca mais se viu.

A beleza da natureza, os canteiros floridos que ali existiam, está dá lugar a uma série de atalhos viários de asfalto de duvidosos e um túnel traçados para que os carros possam trafegar com maior rapidez. Tudo isso, para atender uma federação de futebol que, a exemplo do que os técnicos chamam de “economia do circo”, realizará uma meia dúzia de jogos na Capital Federal, raspará os cofres públicos e do público, e em seguida, com a mala cheia de dinheiro, irá realizar a mesma façanha em outras paragens.

Ambientalistas e moradores da cidade questionam aação devastadora do GDF

Ambientalistas e moradores da cidade questionam aação devastadora do GDF

Dirão alguns: mas a derrubada das árvores se fazia necessária. Ledo engano: todo o trajeto do metrô no canteiro lateral do lateral do Eixão teve as árvores removidas temporariamente e depois replantadas no mesmo local. A Novacap tem a expertise deste trabalho. O problema é que o processo é mais caro e demorado. Este é o preço que se paga pela falta de planejamento e de capacidade laboral da atual gestão do GDF.

Economia de circo

O termo “economia de circo” é uma referência as troupes que rotineiramente chegam a pequenas cidades, pedem apoio público para subir as lonas, recolhem a poupança do público por meio da venda de ingressos, souvenires, pipocas e algodão doce e depois de não ter mais o que sugar naquela localidade, partem para a cidade mais próxima. No município, não fica nenhuma arrecadação de impostos nem participação na receita dos ingressos. Só o lixo a varrer.

Com a FIFA está sendo igual. Brasília está construindo um estádio megalomaníaco, tudo nele é por conta do GDF que, para tanto, deixou de investir em diversas áreas sociais. Mas o GDF não terá nenhuma participação na receita dos jogos, na venda de imagens, nem mesmo nos souvenires a serem vendidos nos arredores do Mané Garrincha que será cercado como um forte apache.

Balão do Aeroporto 7-4-2013 (6)

Na contra-mão do aquecimento global, Brasília é uma cidade onde, cada vez mais, o verde perde espaço para o asfalto.

Pior! Até mesmo o título de patrimônio histórico da cidade está constantemente em risco. Ícone desta subserviência aos ditames desta federação, envolta em suspeitas de casos obscuro mundo a fora, é o próprio estádio. Sua identidade tem que ser escondida. O mundo não pode conhecê-lo pelo nome de Mané Garrincha. A homenagem tem que desaparecer, pois impede ganhos com patrocínio e, quem sabe, poderia render direitos autorais aos herdeiros do craque das pernas tortas.

Subserviente, Agnelo Queiroz que, tentando esconder o verdadeiro nome do estádio, já perdeu a primeira batalha com a Câmara Legislativa do DF, agora envia um novo projeto, propondo uma moratória: durante os jogos a denominação Mané Garrincha desaparece. Depois, quando a FIFA for embora, o nome pode voltar. Espero que a CLDF não caia nesta esparrela.

As obras viárias implementadas pelo GDF apostam na sucateada tecnologia de ônibus a diesel – soluções que as experiências de Quito, Buenos Aires e Bogotá – já demonstraram ser de curta validade – e aposentam as duas linhas previstas para o metrô, bem como os diversos circuitos de Veículo Leve sobre Trilhos no Plano Piloto em Taguatinga.

Para tanto, o verde da cidade é sacrificado sem pestanejar. Foi assim na obra da EPTG tocada por José Roberto Arruda, está sendo assim nas obras do Expresso DF, na Epia, entre o Gama e o Plano Piloto, tocadas por Agnelo Queiroz. Entre uma administração e outra não houve nenhuma mudança de postura ambiental. Ambos usaram e usam a motosserra levianamente. O resultado já é perceptível na EPTG. De Estrada Parque – como o próprio nome a identifica – a via virou um maciço de asfalto e concreto, impermeabilizando o solo, sem deixar áreas para a infiltração das águas das chuvas, mas gerando imensas áreas alagadas.

É sintomático o silêncio de nossas autoridades ambientais distritais, bem como dos parlamentares que se dizem ligados ao verde. Nada se ouve, nenhum protesto, nenhuma ação efetiva. Aos poucos, o asfalto avança sobre as sucupiras, quaresmeiras, aleluias. As vias ficam sem suas sombras e ao brasiliense resta mais poluição e menos qualidade de vida.

Anúncios

Sobre Chico Sant'Anna

Sou jornalista profissional, documentarista, moro em Brasília desde 1958. Trabalhei nos principais meios de comunicação da Capital Federal e lecionei Jornalismo também nas principais universidades da cidade.
Esse post foi publicado em Brasília - DF, Cerrado, Copa do Mundo & Olimpíadas, Desenvolvimento Urbano, Fauna & Flora, Gestão de recursos públicos, Meio ambiente, Urbanismo. Bookmark o link permanente.

27 respostas para Obras para a Copa provocam hecatombe ambiental no Balão do Aeroporto

  1. Pois é, não sei se a nossa moderna engenharia não poderia ter dado uma outra solução para o local. Apesar de ser um ponto turístico quase impossível de ser visitado (a pé) por falta de estacionamentos e calçadas, era o cartão de visita de Brasília para quem chegava em Brasília pelo aeroporto ou eventualmente de carro (dependendo do caminho que fizesse).

    Duvido que em Berlim ou em Nova Iorque uma intervenção dessa passasse em branco pela mídia e pelos movimentos ecológicos.

    Curtir

  2. Roberta Li disse:

    Inacreditável que isso aconteça e inaceitável!!! Tô Chocada, árvores lindas e agora nem tocos delas restarão. Nossas autoridades ambientais fazem vista grossa!! Como fazer queixa agora? no máximo, replantio. Poxxa vida, podiam ter feito transplante delas, sei que sou leiga no assuntoo, mas já vi empreiteiras nos EUA transferindo árvores gigantescas de lugares. Que dó!!!

    Curtir

    • Antonio Celso Alencar disse:

      Não podemos deixar de progredir, de melhorar a qualidade de vida na capital pot causa de árvores…Principalmente as sibipirunas que estão sendo cortadas e que foram plantadas, não são nativas…

      Quando se recusa o plantio de mais de 8 mil mudas de árvores nativas do cerrado, fica claro que o que se pretende é a paralisação das obras…para logo em seguida, usar o fato politicamente…

      Curtir

  3. cesar disse:

    Chocante!!! Inaceitável!!! Criminoso!!! Indesculpável!!!

    Curtir

  4. Chico, tenho batido muito nessa tecla e vou insistir, porque a imprensa da cidade faz vista grossa: servidores graduados da Novacap criaram uma ONG de fachada para receber madeira doada e em seguida vendê-la. Há milhões de reais nessa história. No final do ano passado foi noticiada uma investigação pela polícia civil, mas o Agnelo revirou a diretoria da Polícia, trocou cargos aqui e ali, para impedir essa e outras investigações. A última esperança é o Ministério Público, que tem que fazer uma investigação cuidadosa nessas ações da Novacap. As obras da Copa pioram as coisas, mas quem observa a cidade sabe que a Novacap tem uma tremenda fome de madeira, promovendo cortes, podas exageradas, etc. Isso não pode continuar assim.

    Curtir

  5. Luiz Hogem disse:

    Primeiramente, há de se rever conceitos urbanos, uma visão mais voltadas a evitar projetos que afrontem os espaços bucólicos históricos, a conscientização de projetistas evitando intervenções maléficas a natureza, seja em vegetação urbana como em áreas de conservação permanentes. Acredito que, em tese, também ha formas de retirar aquelas espécies; ecologicamente correta e reimplantá-las dentro de um padrão pasagístico adequado, sem a monstruosidade e agressividade que dói a alma do cidadão que passa por ali. Lamentável a forma agressiva que foi…

    Curtir

  6. Paulo disse:

    Ele foi eleito pelo voto popular. Estamos numa democracia. Votamos errado.

    Curtir

    • Paulo
      Na verdade vocês votaram errado. Como o Psol já tinha alertado, a dobradinha Agnelo Filippelli não daria certo, como não deu. Agora, o bom é se tivéssemos o voto revogatório, como existe na Califórnia e na Venezuela. Na metade do mandato, a população se assim o desejar, poderia revogar o restante do mandato. Foi assim que Arnold Schwarzenegger virou governador na Califórnia.

      Curtir

  7. Taciano disse:

    Hecatombe ambiental provocada por hecatombe política.

    Curtir

    • Beatriz C RAMOS disse:

      CHOCANTE…..É UMA FALTA DE RESPEITO PARA COM O MEIO AMBIENTE. mAS AFINAL COMO LI NUMA REPORTAGEM: OBRA SUPER FATURADA PARA UMA CIDADE QUE NEM VAI TER MUITA IMPORTANCIA NA COPA….MAS O DINDIM ESTÁ SENDO SUPER GASTO.

      Curtir

  8. Vira e mexe alguém ataca pixadores anônimos enquanto vândalo graduados destroem ambientes. Pessoas merecem respeito. Autoridades além de ridículas são nocivas e exigem ser temidas e ainda ameaçam com artigos do Código Penal por desacato a autoridade. Quemerda ! Que bosta !!

    Curtir

  9. Pingback: Hecatombe no Balão do Aeroporto: GDF diz que obras deixarão legado à Brasília | Brasília por Chico Sant'Anna

  10. Pingback: Hecatombe no Balão do Aeroporto: GDF diz que obras deixarão legado à Brasília / Hecatombe the Airport rotatory: GDF says works leave a legacy to Brasilia / Hecatombe en la rotonda del aeropuerto: GDF dice que las obras dejarán un legado a Brasilia |

  11. Pingback: Hecatombe no Balão do Aeroporto: GDF diz que obras deixarão legado à Brasília / Hecatombe the Airport rotatory: GDF says works leave a legacy to Brasilia / Hecatombe en la rotonda del aeropuerto: GDF dice que las obras dejarán un legado a Brasilia |

  12. Passei por lá hoje pela manhã e é uma cena grotesca, dantesca, de cortar o coração. Não apenas pelo valor bucólico e decorativo que tinham as árvores ( como o fernando disse, um cartão postal de boas vindas à cidade) mas tambem pelo que mostram de desrespeito à vida. Um dias essas árvores foram plantadas ali, e demoraram dezenas de anos para crescer. É surreal que tamanha intervenção tenha sido autorizada pelo IBRAM ( gostaria de ver essa licença); se a população tivesse sido consultada, não creio que essa “solução” fosse aceita. Mas, como no caso do Noroeste, repete-se a lógica: empreendimentos milionários têm mais valor que a natureza. Parabéns pela estupidez, humanidade!

    Curtir

  13. Carla S Caylão disse:

    Moro perto do balão, e estou chocada com tudo o q tem sido feito por aqui. Cada dia q passa detesto mais esse governo e essa Copa. Pra mim já é um absurdo a total destruição do Bambolê da Dona Sara, mas como não mandamos em nada mesmo e a obra vai mesmo ser feita, custava ter esperado a Copa das Confederações? Pelo menos os q aqui chegassem veriam uma imagem bonita, florida qdo entrassem na cidade, mas agora vão ver um canteiro de obras, um VERDADEIRO CAOS no transito. Uma vergonha. E ainda tem quem sustente q isso é progresso. Onde????

    Curtir

  14. Pingback: Balão do Aeroporto? desvio dobrou tempo do trajeto para que vai viajar | Brasília por Chico Sant'Anna

  15. Pingback: Park Way: Palmeiras de Madagascar as novas vítimas do Expresso DF | Brasília por Chico Sant'Anna

  16. André Luis disse:

    Com essa obra vai melhorar o transito de quem sofre com tanto engarrafamento nesse local.
    Tendo em vista que serão plantadas outras arvores não vejo problemas e derrubar as que estão no caminho. Isso só incomoda quem não sofre com o trânsito no mesmo.

    Curtir

    • André Silva
      Passo cotidiianamente no extinto Balão do Aeroporto e sei das dificuldades. O problema é que esta obra implica na construção de uma via dentro do que era o Balão, apenas para agradar a Fifa e suas comitivas que virão pra Copa. Quem vem do Park Way, Gama, Santa Maria e Entorno, em nada será neficiado por ela.

      Curtir

  17. Pingback: DER-DF é multado em R$ 140 mil por destruir o Balão do Aeroporto, | Brasília por Chico Sant'Anna

  18. Pingback: Balão do Aeroporto: quem foi que mentiu nº 2? | Brasília, por Chico Sant'Anna

  19. Pingback: Park Way: Queixas de moradores levam Ibram a multar DER-DF por danos causados pela obra do BRT-Sul | Brasília, por Chico Sant'Anna

  20. Pingback: Mobilidade: GDF vai privatizar gestão das estações do BRT-Sul | Brasília, por Chico Sant'Anna

  21. Pingback: BRT toma lugar do VLT do Aeroporto. Balão será reformado de novo | Brasília, por Chico Sant'Anna

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s